(21) 3026-6335/2148-2666

Alimentação funcional e osteoporose

Alimentação funcional e osteoporose

Alimentação Funcional e osteoporose

A osteoporose é uma doença de causa multifatorial que compromete o processo de remodelação óssea e envolve fatores comportamentais, alimentares e hormonais. A partir dos 40 anos as mulheres já começam a perder massa óssea e todo cuidado com a alimentação é pouco! Além da falta de cálcio, a sinergia com outros nutrientes e diversos fatores podem auxiliar ou comprometer sua saúde óssea. Magnésio, a vitamina D, K, Boro, potássio e os ácidos graxos omega 3, também participam de forma positiva no processo.

Além disso, alimentos acidificantes em grandes quantidades, como: açúcar, carboidratos refinados, refrigerantes e águas artificialmente gaseificadas, sal refinado, agrotóxicos, excesso de proteína animal (como derivados do leite), cafeína, álcool e adoçantes artificiais, estresse emocional e acúmulo de toxinas  prejudicam o bom funcionamento do organismo, diminuindo a habilidade do corpo de absorver minerais e outros nutrientes, reduzindo a produção de energia nas células e a eliminação de metais pesados.

Os alimentos de origem vegetal como legumes, verduras e frutas, são em sua maioria  alcalinizantes, pois possuem boas quantidades de magnésio, potássio, cálcio, etc. Embora a quantidade de cálcio nesses alimentos seja menor, a sinergia entre seus nutrientes favorecem sua utilização pelo organismo. O leite de vaca, muitas vezes recomendada como única fonte de cálcio disponível, pode provocar alergias tanto imediatas como tardias, desencadeando sintomas entre 2 horas a 3 dias depois, sendo portanto de difícil diagnostico.

Leites vegetais, como de castanhas, nozes, quinoa, amendoas e amaranto podem substituir o leite de vaca, levando em consideração outros possíveis processos alérgicos. O tofu orgânico também é uma ótima fonte de cálcio. Contem o dobro do cálcio do leite e com 63,5 mg de cálcio absorvível em 100g.

Para uma boa prevenção e tratamento da osteoporose devemos avaliar outros fatores também, carência de outros nutrientes, além do cálcio, presença de processos inflamatórios, presença de fatores anti-nutricionais na dieta, disbiose, desequilíbrios hormonais e sedentarismo.

 

Depoimentos