(21) 3026-6335/2148-2666

Carboidratos no Esporte

Carboidratos no Esporte

Para qualquer exercício de contração muscular necessitamos de carboidrato, pois o carboidrato é substrato energético para contração da musculatura lisa esquelética.

Ao aumentar a intensidade do exercício, ocorre um aumento na utilização do glicogênio muscular e a percepção da fadiga durante o exercício é paralela ao declínio do glicogênio muscular.

O consumo de carboidrato antes e durante o exercício melhora o desempenho de atividades físicas com mais de 1 hora de duração e mantem os níveis de glicemia altos, poupando glicogênio e retardando a fadiga muscular.

Fatores como tempo, quantidade, frequência, tipo e forma de carboidrato influenciam diretamente a biodisponibilidade da glicose para a célula muscular.

Aumentando o glicogênio muscular podemos aumentar o volume e o peso muscular, caracterizando ganho de massa muscular. Após treinos de alta intensidade, uma das estratégias  para reposição do glicogênio muscular é o consumo de carboidrato de alto índice glicêmico, além da proteína.

Veja abaixo os Tipos de carboidrato encontrados em suplementos.

Lembrando que em muitos casos um alimento rico em carboidrato, como o pão, pode ser utilizado e nem sempre é necessário o uso do suplemento. Consulte sempre seu nutricionista.

Maltodextrina- obtido da fécula de mandioca, polímeros de glicose + dextrose, tem alto índice glicêmico, sendo rapidamente absorvido. Mantem a glicemia alta, porem,  logo após sua ingestão, com declínio após 30 minutos. Para atividade física de alta intensidade pode ser uma boa estratégia para retardar a fadiga, com um baixo custo. Pode ser usada antes e durante o treino.

Dextrose – carboidrato mais simples com estrutura molecular menor, o que facilita a digestão, com quebra mais rápida. Possui alto índice glicemico. Atinge pico glicemico no mesmo tempo que a maltodextrina, em 30 minutos, declinando depois. Pode ser usada antes e no Pos treino para atividades físicas de curta duração e alta intensidade.

Waxymaize-  carboidrato complexo, tipo de amido de milho rico em amilopectina, com velocidade de absorção mais lenta. Amido vegetal extraído do amido ceroso. Possui 70% de amilopectina e 30% de amilose.Tem uma digestão rápida, porem com uma absorção mais lenta. Como a amilose tem uma resposta glicêmica lenta e constante, é  considerado de baixo índice glicêmico, tem digestão lenta, mantendo energia disponível por mais tempo. Mantem níveis de glicose constantes, sendo ideal para exercícios de longa duração e intensidade, acima de 2 horas de duração. Deve ser usado no Pre treino.

Depoimentos