(21) 3026-6335/2148-2666

Por que às vezes o intestino não funciona?

Por que às vezes o intestino não funciona?

A constipação intestinal ou prisão de ventre é uma das queixas mais frequentes em consultórios de Nutrição. É uma condição comum em crianças, mulheres, pacientes, hospitalizados e pode acometer 40% das gestantes.

Em termos gerais, a constipação intestinal pode ser definida como a evacuação de fezes excessivamente ressecadas, escassas e infrequentes.

Deficiência de fibras solúveis e insolúveis e de alimentos integrais na dieta, baixa ingestão de água, Disbiose ( desequilíbrio entre bactérias nocivas e benéficas ) e candidíase são alguns dos fatores desencadeantes.

O uso crônico de determinados medicamentos, como laxantes, analgésicos e antidepressivos, Síndrome do Intestino Irritável, Alergias ou Intolerâncias Alimentares, como ao leite e ao glúten, também podem estar causando o problema.

O acúmulo de fezes ressecadas provoca desconforto abdominal, aumento do volume do abdômen, formação de gases, sensação de má digestão e mal estar. Os indivíduos constipados apresentam maior irritabilidade, o que originou o adjetivo “enfezado”.

Além do aumento no consumo de fibras, água na dieta e prática regular de atividade física, que aumenta o movimento do intestino, outras medidas podem ser necessárias, como a avaliação e tratamento da Disbiose intestinal por um nutricionista funcional.

Este exame simples é realizado no consultório e avalia se o organismo está com suas bactérias em desequilíbrio, ocorrendo um aumento no crescimento de bactérias patogênicas, um perigo para a saúde.

A reeducação alimentar, com a utilização de probióticos (pool de bactérias benéficas) e prebióticos (chicórea, aspargos, alcachofra, banana verde) além da utilização de enzimas  digestivas, se forem necessárias, auxiliam na prevenção e tratamento.

Depoimentos